Clínicas para Dependentes Químicos Involuntário

Muitas pessoas que têm a intenção de realizar a internação de um ente que está gravemente afetado pelas drogas não sabem como recorrer ao procedimento, entretanto existem clínicas para dependentes químicos involuntário. Apesar de soar estranho o nome, é justamente nesse tipo de tratamento involuntário que estas instituições destacam-se.

Existem atualmente uma gama imensa de clínicas de recuperação, entretanto a maioria delas realiza o trabalho de internação voluntário, que é justamente quando o dependente químico está ciente da necessidade de tratamento e o aceita prontamente. Porém, não é em todos os casos que isso acontece.

As clínicas de recuperação que realizam o tratamento involuntariado, são instituições que têm uma necessidade de instalações preparadas para esse tipo de tratamento. Normalmente um centro de intercorrências e delimitações bem estruturadas, são necessários para a realização deste tipo de procedimento de internação.

Além disso, é necessário que em muitas dessas instituições, exista de prontidão uma equipe de apoio 24 horas, caso aconteçam intercorrências graves. Juntamente uma equipe de enfermagem pré estabelecida acompanha os processos que envolvem paciente a paciente.

Entretanto, nós do Clínicas Viver Clin acreditamos que apesar do tratamento involuntário ser doloroso tanto para família, quanto para quem sofre da dependência química, o mesmo se faz necessário em pacientes com grave reincidência no uso de entorpecentes. Além do mais, sanar o uso mesmo que involuntariamente, salva a vida de quem está em grave situação de abuso químico.

Clínicas para dependentes químicos involuntário é apenas uma simplicidade no nome do tratamento involuntário para usuários de narcóticos. Entretanto, apesar de soar estranho no início, pensar em salvar alguém que sequer sabe o quanto está sendo corroído pela adicção aos poucos, é extremamente importante salientar que são medidas eficazes no combate a adicção.

Como proceder com o tratamento Involuntário

Normalmente recorre-se ao tratamento involuntário quando o dependente químico está em abuso tão grande da substância que sequer consegue compreender os problemas que está causando a si mesmo e aos demais. Este tipo de internação também ocorre quando a família percebe que, se não tratado imediatamente e independente da vontade do usuário, o mesmo pode vir a óbito.

Sendo assim, nós das Clínicas Viver Clin ajudamos familiares que não sabem em como proceder com esse tipo de tratamento, recorrerem ao mesmo. Desta forma, fica fácil dar o primeiro passo na recuperação de pessoas que necessitam de tratamento mas não conseguem realizá-lo.

  1. Procure Informar-se

Antes de recorrer ao procedimento, procure se informar sobre a dependência química. Fazer isso é importante para poder compreender a necessidade real do tratamento e que tipo de tratamento será mais eficaz a se prosseguir. Entender também a droga de escolha do seu familiar ou amigo é primordial para escolher clínicas para dependentes químicos involuntários.

  1. Encontre uma Instituição

Ao fazer isso, é interessante escolher uma instituição adequada e que esteja preparada para a remoção, resgate e acomodação do usuário que será institucionalizado involuntariamente. Sendo assim, é importante que a família pesquise a melhor instituição antes de acionar o resgate.

Além do mais, em adendo a este artigo, existem instituições que além de acolherem usuários de drogas que necessitam do tratamento involuntário, também o fazem com indivíduos com comorbidades graves e que são adictos à substâncias. Sendo desde hospitais psiquiátricos até clínicas especializadas neste tipo de tratamento.

  1. Entre em contato

Depois de escolhido o local, necessita-se entrar em contato. Cotar preços e avaliar as acomodações. Muitas pessoas que têm em suas famílias usuários de drogas sintéticas estimulantes como crack e cocaína, recorrem ao procedimento involuntário de maneira que o dependente sequer imagina que será institucionalizado.

É importante agendar uma visita e avaliar a clínica. Desta forma, mesmo dolorosa a internação por ambas as partes, é reconfortante para a família saber que seu ente estará em boas mãos. Não apenas no tratamento, mas nas acomodações e rotina da casa, lugar que será sua estadia por alguns meses.

  1. Aguarde a Remoção

Depois de escolhido o local e agendado a data da internação é necessário o sinal da família para que a remoção seja feita. Por isso é importante que o dependente químico esteja em casa para que o procedimento de internação involuntária aconteça da melhor maneira possível.

É imprescindível que todos estejam de acordo e consigam fazer com que o processo de resgate para uma instituição ocorra de maneira que o usuário, posteriormente paciente, seja pego de surpresa e institucionalizado dentro de um carro de remoção com a equipe correta.

Normalmente é comum acontecer situações de imobilização, onde para quem é familiar presenciar a situação pode ser altamente doloroso. Entretanto, os profissionais que fazem esse tipo de internação já estão preparados e acostumados com situações que envolvem processos incisivos de imobilização e posteriormente resgate.

Doloroso mas necessário

É triste ver uma pessoa ser resgatada e imobilizada por enfermeiros treinados? É , mas ao mesmo tempo também se faz necessário. Justamente quando o que está em jogo é não só o futuro do familiar, mas a vida do mesmo.

Sendo assim muitas famílias que entram em contato conosco das Clínicas Viver Clin são aconselhadas por nossos profissionais a darem o primeiro poço, a aceitação de que se faz necessário o tratamento do dependente dentro da instituição

Salvo, Limpo e com um Final Feliz

Estar internado, mesmo que involuntariamente em um centro de tratamento, apesar de ser difícil no começo é o primeiro passo de esperança. Estar à salvo do uso abusivo é doloroso especialmente por causa da abstinência da substância.

Entretanto, conforme vão se passando as horas, dias e semanas, o paciente limpo e desintoxicado começa a experimentar uma nova maneira de viver, uma vida longe das drogas. Não ter a substância para fugir ou festejar e reprogramar o cérebro para viver uma vida de maneira natural é um começo fantástico.

Além do mais, reescrever a história e experimentar conquistas, independentemente do tamanho das mesmas, é satisfatório demais para começar o processo de mudança interior. Ao mesmo tempo que essas mudanças ocorrem, o exterior começa a refletir de maneira positiva. E por fim, quando se menos espera, já se passaram um, dois e vários anos livres da substância.

Renan Rugolo Re

Postagens recentes

Entenda o que acontece com o seu corpo quando você usa drogas

Entenda o que acontece com o seu corpo quando você usa drogas. Os prejuízos ao…

10 meses atrás

Qual melhor clínica de recuperação química na região de Limeira?

Qual melhor clínica de recuperação química em Limeira? Esse é um trabalho para as Clínicas…

10 meses atrás

Alcoolismo mata?

O consumo de bebidas alcoólicas entre os anos de 2013 a 2015 foi responsável em…

11 meses atrás