Clínica de Recuperação

Como fazer meu marido parar de beber?

Muitos recorrem às pesquisas de internet sobre simpatias para parar de beber, mas a verdade é única, o alcoolismo é uma doença e pessoas que pensam em “como fazer meu marido parar de beber” acreditam em uma forma milagrosa de se vencer a bebida. Por isso, as Clínicas Viver Clin através dessa matéria informativa vai demonstrar que alcoolismo é coisa séria e precisa de tratamento.

No Brasil, 52% da população bebe álcool pelo menos uma vez ao ano, destes 65% são homens e 41% são mulheres. Infelizmente 15% dos adultos fazem o consumo recorrente somados a 8% do consumo por adolescentes. Porém, o beber pesado, ou binge drinking, está presente em 9% dos adultos e 5% dos adolescentes.

O binge drinking, é o ato de consumir grandes quantidades de bebidas alcoólicas em um espaço curto de tempo, trazendo prejuízos para o indivíduo. A Unidade de Pesquisa em Álcool e Drogas publicou em 2017 que os novos brasileiros que ingressam nessa prática tem como influência o clima, as propagandas de bebidas alcoólicas veiculadas nos meios de comunicação e os hábitos culturais.

Em uma publicação do Senado Brasileiro a respeito do alcoolismo, o quadro se encontra com 10% da população alcoólatra no país. Ou seja, em média são 22 milhões de brasileiros que sofrem cronicamente com a bebida ao ponto de terem prejuízos sérios.

Dados que também assustam os pesquisadores brasileiros é o consumo de bebidas alcoólicas por parte do público feminino. Durante e no pós período pandêmico, as mulheres se destacaram no consumo de álcool. Expressivamente o gênero feminino tem consumido mais bebidas alcoólicas.
(Fonte G1)

As mulheres são demasiadamente afetadas pelo álcool em casa. O Centro de Informações sobre Saúde e Álcool divulgou que na maioria dos casos de violência doméstica, os agressores normalmente estão sob efeito de álcool.
“(…) o consumo nocivo de álcool figura como um importante fator de risco para agressões, dado que a substância pode propiciar impulsos agressivos e a perda de controle sobre o comportamento” (CISA e ONU).

O primeiro passo para começar a se tratar é querer parar de beber

Simpatias para parar de beber, rezas, remédios e outras alternativas ao tratamento correto para o alcoolismo são praticadas por familiares que têm pacientes com esse tipo de transtorno dentro de casa, porém o primeiro passo para começar a se tratar é querer parar de beber.

Contudo esse passo tem que vir do paciente, não apenas dos familiares. Assim como há pessoas que têm problemas sérios com drogas e não se consideram adictos, com o álcool não é diferente.

Como fazer meu marido parar de beber envolve um conjunto de medidas para realmente trazer a pessoa alcoólatra para esse primeiro passo, que é a conscientização. Posteriormente existem outros fatores como o tratamento medicamentoso prescrito por psiquiatras e a terapia para o alcoolismo.

Outra questão determinante é a inserção do paciente em grupos de apoio como Alcoólicos Anônimos ou Narcóticos Anônimos, para justamente que o alcoólatra conviva com pessoas que possuem as mesmas comorbidades e que já estão em recuperação.

Não existem simpatias para o alcoolismo, existe tratamento

Em muitos dos casos onde a bebida é a droga de escolha, é comum que o paciente nos primeiros estágios de tratamento tenha recaídas por conta da licitude da mesma. Além do mais, não existem simpatias para o alcoolismo mas o tratamento adequado.

Indivíduos que mesmo em tratamento estão em processo de retrocesso de meio terapêutico (continuando a beber), precisam de um apoio mais específico e incisivo. Posto isso, vale ressaltar que nestes casos há uma real necessidade do processo de internação em clínicas de recuperação, hospitais psiquiátricos ou comunidades terapêuticas.

Como fazer meu marido parar de beber dentro de uma clínica de recuperação ou comunidade terapêutica para pacientes crônicos, é um meio facilitador de acompanhamento terapêutico para a não evolução do quadro de alcoolismo.

Conforme anteriormente declinado, em torno de dez por cento da população brasileira sofre com o alcoolismo crônico. Em uma publicação feita pelo portal UOL, relata que o maior desafio das famílias brasileiras que têm um dependente de álcool é a conscientização do mesmo nos estágios iniciais do alcoolismo. Pois infelizmente, quando há uma procura para tratamento, o paciente já está com comorbidades graves em decorrência do abuso do álcool como cirrose hepática.

A “conta do hospital” dos pacientes que já são crônicos em decorrência de anos de consumo exacerbado de bebida é alta: em média 38% sofrem de desordens neuropsiquiátricas; 9,6% de cirrose hepática; 26,3% de acidentes que podem ser fatais; 8,1% de câncer em órgãos fundamentais; 10,8% de violência e 6,2% de doenças cardiovasculares e diabetes. (Tarso Araújo – Almanaque das Drogas – pg 282)

Clínicas de recuperação são uma alternativa viável à pessoas alcoólatras que não conseguem parar de beber sozinhas

Assim sendo, não procrastinar recurso terapêutico para uma doença mental associada ao consumo de bebidas alcoólicas é importante, e as clínicas de recuperação são uma alternativa viável à pessoas alcoólatras que não conseguem parar de beber sozinhas.

Dentro de uma instituição é possível tratar dos problemas relacionados ao “porquê” do consumo da substância. Entender o que leva um indivíduo a escolher o álcool compulsivamente e obsessivamente ao ponto de perder o controle e ficar na sarjeta é o foco. Assim o tratamento psicológico conjuntamente com o medicamentoso, que retira a fissura do consumo da bebida, é decisivo para o processo de recuperação em meio terapêutico.

Além disso, na instituição é possível que o paciente crie uma rotina, algo que o álcool não deixa acontecer, já que a única rotina do dependente é o consumo da substância alcoólica.

Uma vida livre do álcool

Ter uma vida saudável sem o consumo da bebida é o que milhares de pacientes em recuperação fazem rotineiramente. Os alcoólatras em recuperação conseguem trabalhar normalmente, lidar com as dificuldades sem o apoio de substâncias alcoólicas, cuidar de si mesmos e do meio familiar.

Uma vida livre do álcool é imprescindível. Não existe simpatia para alcoolismo, existe tratamento para o mesmo nas Clínicas Viver Clin.

Pensar em como fazer seu marido parar de beber e ter uma vida livre do álcool é simples. Entre em contato com nossa instituição pelo telefone (11) 91025-8935 e saiba como é o processo de internação e reabilitação dessa categoria de pacientes. Lembre-se que deixar para depois o tratamento, pode causar danos irreparáveis ao indivíduo.

Renan Rugolo Re

Postagens recentes

Entenda o que acontece com o seu corpo quando você usa drogas

Entenda o que acontece com o seu corpo quando você usa drogas. Os prejuízos ao…

10 meses atrás

Qual melhor clínica de recuperação química na região de Limeira?

Qual melhor clínica de recuperação química em Limeira? Esse é um trabalho para as Clínicas…

10 meses atrás

Alcoolismo mata?

O consumo de bebidas alcoólicas entre os anos de 2013 a 2015 foi responsável em…

11 meses atrás